A cidade das pontes – Fribourg

Fribourg ou Nova Friburgo

Sabia que esses nomes tem muito em comum?
Nova Friburgo, a cidade do Rio de Janeiro, foi fundada entre 1819 e 1820 com 261 famílias vindas da Suíça. Em homenagem à cidade natal dessas famílias, que era Fribourg, na Suíça, eles deram o nome de “Nova Friburgo”.

Entendendo isso tudo

Você deve perguntar: Mas se a Suíça não participou de guerra, porque os suíços vieram para o Brasil? Pois é, foi colonização “forçada”. O rei João VI convidou os suíços de Freiburg para mudarem para a Fazenda do Morro Queimado em Cantagalo, no estado do Rio de Janeiro. Segundo o rei, o clima dessa região era “parecido” com o de Friboourg (Suíça) e os suíços estariam um pouco “em casa”. Só em sonho né? Ou talvez ele referia ao verão suíço hahhaha
Foi a primeira comunidade no Brasil, que foi ocupada por suíços e também a primeira que não falava português. Os primeiros imigrantes fixaram-se em 4. Maio 1824 , dois meses antes de São Lopoldo (Rio Grande do Sul) ser ocupada.

Cristo

O Cristo na cidade é novidade. Ele foi colocado em comemoração ao bicentenário de Nova Friburgo. Com seus 12.5 metros, o Cristo é atração na movimentada rua Boulevard de Pérolles, pertinho da estação de trem.

Aproveitem, ele ficará somente até o dia 12 de dezembro de 2018.
Outra dúvida super comum entre os turistas

Fribourg da Suíça e a Freiburg da Alemanha.
Muita atenção para não se confundir, principalmente se você viaja de trem de um país para o outro.
As placas informativas na Suíça para Fribourg , estão sempre em francês e alemão: Fribourg e Freiburg, por conta de ser um cantão com dois idiomas oficiais. Oficialmente, a Fribourg da Suíça é Fribourg im Üechtland, mas não há placas com esse nome.

Se você for para a Freiburg da Alemanha, estará escrito: Freiburg im Breisgau. Muita atenção, caso contrário, estará na Fribourg errada :/

Mas onde fica então a Fribourg da Suíça

Fica na Suíça Francesa. Faz divisa com Berna (a capital da Suíça).

São somente 27 Km de distância. Se você estiver em qualquer outro lugar na Suíça, o acesso de trem ou carro é super facilitado.

Conhecendo o cantão de Fribourg

Para quem ainda não sabe o que é um cantão, entenda como “estado”.
O cantão de Fribourg possui 7 municípios, que falam francês e alemão. Alguns municípios falam os dois idiomas, já outros, somente 1 dos dois.
Os municípios (nomes em francês) são: Broye, Glâne, Gruyère, Sarine, Lac, Singine e Veveyse.

Fribourg, juntamente com o cantão Bern e Wallis, formam os únicos 3 cantões que falam 2 idiomas oficiais, sendo eles alemão e francês.

Experience Fribourg

Agora que você já conhece um pouco da história de Fribourg, vamos falar do passeio que fiz com minhas parceiras blogueiras e com uma fotógrafa maravilhosa. Deixarei os contatos delas no final da matéria.

Esse foi o Experience Fribourg. Conhecemos e mostramos os pontos famosos da cidade em um único dia. Comprovamos que isso é possível 😊

Isso mesmo, cidade de Fribourg hehe A cidade, que é a capital do cantão, leva o mesmo nome dele 😊

Dica: Adquira o City Card, ele custa 20 francos e te dá direito de visitas gratuitas aos museus, bem como circular pela cidade de ônibus.

Atrações que visitamos e recomendamos

Eu já conhecia a cidade, pois tenho uma amiga-irmã que mora lá. Fui inúmeras vezes visitá-la, mas nunca olhei com olhos de turista como dessa vez. Trago aqui informações legais que eu também não sabia e fiquei super feliz em saber.

Rio Saane/Sarine

Esse rio tem 126 km e abrange várias regiões da Suíça e inclusive, Fribourg.

Essa é a parte baixa da cidade.

Fribourg e suas pontes

O motivo da cidade ter muitas pontes, aproximadamente 15, se dá pelo fato dela ser fundada numa península. Então foram construídas várias pontes sobre o rio Saane/Sarine.

A primeira ponte foi construída em torno de 1250 e a última (Poya-Brücke), terminada em 2014.

As que visitamos na cidade das pontes foram:

Ponte de Berna

É a primeira ponte da cidade das pontes. Feita de madeira, sua forma é do ano de 1653.

Em 1340 ela ponte foi serrada num ataque dos “bernenses” para que os inimigos pudessem cortar caminho.

A ponte de Berna é a última ponte de madeira coberta da cidade das pontes.

Eu sou suspeita de falar, porque amo pontes. Não posso ver uma que “tô lá” posando para fotos. Imagina como fiquei louca na cidade das pontes?  heheh Ainda bem que tivemos uma fotógrafa profissional e super paciente conosco 😊

Ponte do Meio

Ela é uma importante ligação no meio do centro histórico. É só descer a rua, depois que visitar a ponte de Berna e você chega na Ponte do meio.

Foi construída também na segunda metade do século XIII.

Antigamente havia uma torre de portão na ponte, que protegia suas duas entradas. A estrutura de madeira original foi substituída em 1720 por uma ponte de tufo de quatro arcos, como era habitual nas pontes naquela época.

Do lado da ponte, fica o Museu do teatro de fantoches Suíço, ainda não o conheço, mas eles tem um barzinho maravilhoso com uma vista incrível para o Rio Saane. Vale muito a pena parar para um cafézinho.

A cidade das pontes não para de surpreender, não é mesmo?

Outra dica: Desça uma rampinha que tem do outro lado da ponte (lado oposto do MuseuBar) e use e abuse das fotos. Olha como saíram lindas.

Aproveite também para caminhar em torno do lago Saane. Você terá sempre a vista da Catedral (falarei dela logo abaixo). É mágico.

Ponte Zähringerbrücke

Ela leva o nome da família que fundou a cidade em 1157. Foi construída em 1924. Fica pertinho da Catedral São Nicolau (falarei dela mais abaixo). Com seus 273 metros de cumprimento, ela foi considerada por 15 anos, a ponte suspensa mais longa do mundo.

É motivo de orgulho para os “fribourgenses”.  90 longos anos os carros puderam nela circular. Em 12.12.2014 a ponte Zähringerbrücke foi bloqueada. O trânsito hoje em dia é feito pela ponte Poya (a ponte mais nova da cidade das pontes).

Foi construída uma ponte abaixo da Zähringerbrücke, para que essa preciosidade da cidade, pudesse ser resgardada dos aproximadamente 25.000 veículos que todo o dia circulam por ela.

Achei um lugar maravilhoso e perfeito para fotos. Fala sério esses dois andares de ponte? hehe Ainda com o rio Saane aperfeiçoando.

Catedral São Nicolau

A obra que sobressai no centro histórico, é a catedral gótica, São Nicolau. Culminando seus 74 metros de altura, ela foi construída entre 1283 e 1490.

A vista de lá deve ser surreal. Pena que não conseguimos subir, pois fomos em novembro.

 Horários de Funcionamento para subir a torre: de 1. de Abril até 31. Outubro

De Segunda – Sábado: 10.00 – 17.00 Hrs
Domingo + Feriados: 13.00 – 17.00 Hrs
Última subida: 30 Minutos antes do horário de fechamento

Maiores Infos: Clica aqui

Se você gosta de visitar igrejas, há muitas na cidade das pontes. São todas bem antigas da época dos jesuítas. Há também mosteiro da ordem de Augustinho e Francisco e Basílica de Notre Dame. Muitas estilo barroco. Aos amantes da arquitetura, Fribourg, a cidade das pontes, é um paraíso nesse quesito.

As fortificações da cidade das pontes, formam a arquitetura militar medieval mais importante da Suíça: 2 km de muralhas, 14 torres e um grande bastião.

Rua das Esposas

Ao lado da catedral, existe uma ruazinha que se chama “rua das esposas”.  As noivas que casam na catedral costumam fazer o caminho da rua.

A placa diz de um lado em francês diz: Rua das esposas fiéis e maridos modelos. Do outro lado em alemão diz: Hoje o noivo se alegra, amanhã pode ser que é a noiva que manda :))))

Centro Histórico

Assim como a cidade de Berna, Friburgo preservou inteiramente seu centro medieval, que é hoje um dos maiores da Europa. Consistindo dos vizinhos Bourg, Auge e Neuveville, seu centro antigo é rico em fontes e igrejas datando do século XII até o século XVII.

É incrível caminhar pelas ruas do centro histórico. A sensação é de voltar no tempo. Suas construções são incríveis.

Vale a pena gastar um tempo percorrendo por ali. Você vai se deparar com casas lindas e super fofas. Pede fotos, não?

Chocolateria de Fribourg – Villars

Quer experimentar um verdadeiro chocolate quente em Fribourg? Vá na chocolateria Villars. É o melhor dos melhores.

Trata-se de uma marca de chocolate da cidade das pontes. Imagina que legal experimentar um chocolate local?

Eles tem uma loja estilo loja de fábrica e juntamente, uma cafeteria. É bem bonitinho e acolhedor. Os detalhes são fofos, não?

Horário de Funcionamento: de Seg. À Sex – das 08:30 às 17:30hrs e Sábados das 08:30 às 12:30hrs.

Maiores infos:  Clique aqui

Amei os chocolates dessa marca e recomendo com toda certeza. Fizemos até um sorteio de natal no Instagram. Foi muito legal a participação da galera.

Museus na cidade das pontes

Há cerca de 20 museus na cidade. Alguns bem inusitados: Museu da História Natural, Museu de máquina de costura, do teatro de fantoches suíço; de alguns trens suíços; da Art; Museu da Bíblia + Oriente; Arquivos do Estado de Freiburg; de Arte e História; A Biblioteca Cantonal e Universitária; Natureza e inspiração; Museu Gutenberg; da Cerveja Cardinal; Museu Bicicleta-club de Friburgo; “Através da tela”; Jardim Botânico de Freiburg; Arquivo da cidade de Freiburg; Espaço Jean Tinguely – Niki de Saint Phalle; Museu Sensler; O Kaeserberg está em exibição em Lucerne.

Visitamos o Museu Gutenberg

É um museu suíço das artes gráficas e da comunicação. Vale muito a pena a visita. Foi incrível ver e descobrir como as primeiras letras foram impressas.

Tem até uma folha original da primeira bibília impressa. E as notas antigas do dinheiro da suíça, o franco suíço.

Horário de funcionamento: De quartas, sexta e sabados das 11:00 as 18:00 as quintas 11:00 as 20:00 e aos domingos das 10:00 as 17:00. Segundas e terças o museu é fechado.

Maiores infos: Clica aqui

Participaram do #ExperienceFribourg

Realização: Ana Luiza de Souza (Pelo Mundo Blog)
As Blogueiras –  Renata Autran (As Viagens da Re),  Janaína (Descobrindo a Suíça) e  Ester Santos (Esterzinha na Suíça Adventures)

A cobertura fotográfica foi feita por Laurentina – Fotógrafa na Suíça

Veja o que rolou no evento também, através da Hashtag #ExperienceFribourg no Instagram e Facebook.

Apoio: Fribourg Region e Chocolat Villar

 Sobre mim

Sou guia turística na Suíça, credenciada pelo orgão oficial.

Faço tour de trilhas, cidades e curiosidades no país dos alpes.

Caso queira fazer esse ou outro tour comigo, é só me escrever. bjosssss

Artigos relacionados com a cultura da Suíça:

Aniversário da Suíça

Sobre a Suíça

Bike tour na Suíça:

Bike tour de 5 dias e 3 países da europa

3 semanas pedalando na Suíça e norte da Itália – artigo

3 semanas pedalando na Suíça e norte da Itália – A saga em vídeos

1 final de semana pedalando até Lauterbrunnen – parte 1

1 final de semana pedalando até Lauterbrunnen – parte 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *